Crowdfunding e o poder da comunidade – Hubparque Sessions

Crowdfunding e o poder da comunidade – Hubparque Sessions

Existem, de facto, três tipos de Crowdfunding, entre estes:

  1. Recompensa (os investidores podem obter um produto gratuito e têm a oportunidade de se envolver na criação do produto ou serviço em troca do seu investimento)
  2. Lending (alguém empresta dinheiro, sendo que poderá ser Peer to Peer, Peer to Business ou Business to Business – com boas taxas de juro, que rondam os 6%/7%)
  3. Equity (vender ações da empresa ou participações na empresa em troca de investimento de capital)

 

Filipe R. Portela, Managing Director na Impact Angels e Business Angel na REDangels,  destacou quatro vantagens do Crowdfunding, sendo estas:

  1. Financial Gain (antes, o proprietário de uma empresa estava sujeito à vontade de investidores ou agentes de empréstimos bancários, mas agora é possível lançar um plano de negócios para as massas e obter financiamento)
  2. Teste de Mercado (possibilidade de testar o conceito de produto/serviço em primeiro lugar com as massas, antes de ir para investimentos mais sérios)
  3. Envolvimento da Comunidade (na bolsa não conseguimos saber efetivamente quem são os investidores, mas através do Crowdfunding conseguimos saber quem são e podemos transformas fãs em investidores)
  4. Acesso a Investimento Futuro (uma campanha de Crowdfunding bem sucedida ganha a atenção de Venture Capital, Business Angels e Empresas de Investimento

 

Existem ainda critérios de sucesso subjacentes às campanhas de Crowdfunding, entre estes:

  1. Ter a certeza de que o Crowdfunding é a melhor solução para o projeto
  2. Decidir o que dar em troca de investimento e que parte deste está disposto a dar
  3. Começar a reunir possíveis investidores mesmo antes do lançamento da campanha, sendo que deverá garantir cerca de 40%/50% do investimento inicial
  4. Criar uma mensagem forte e consistente
  5. Fazer um pequeno pitch de vídeo com menos de três minutos, onde fique claro de que forma será usado o dinheiro
  6.  Espalhar a palavra
  7. Estar disponível para responder rapidamente e diretamente aos comentários da comunidade
  8. Agradecer aos investidores e atualizá-los regularmente durante e após a campanha

 

O orador referiu que é necessário cerca de 1 a 3 meses de preparação para as campanhas de Crowdfunding e que levará cerca de 4 semanas para aprovação. As campanhas serão públicas por 30 a 60 dias.

Se tem pelo menos uma pequena rede de amigos e familiares dispostos a ajudar a dar o pontapé inicial, já é um bom começo.

 

Ontem, dia 12 de março, a AETICE promoveu a 5ª edição das Hubparque Sessions, dedicada ao tema “Financiamento Alternativo: Crowdfunding e o poder da comunidade”, no Hubparque (Europarque).

A AETICE promove palestras empreendedoras através do Hubparque, permitindo a partilha de ideias e experiências.